Notícia

Governo de Goiás multa em R$ 95 milhões envolvidos na Operação Boi Mandado

Autos de infração atingem sete frigoríficos e dezenas de produtores rurais que transferiram gado sem pagamento de ICMS
Governo de Goiás multa em R$ 95 milhões envolvidos na Operação Boi Mandado
Divulgação

Investigação é fruto de parceria entre Secretaria da Economia, Polícia Civil, Procuradoria-Geral do Estado e Agrodefesa

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Economia, concluiu a autuação de sete frigoríficos e de dezenas de produtores goianos por sonegação na transferência 162 mil cabeças de gado para outros Estados, especialmente para São Paulo e Minas Gerais. No total, a multa atingiu R$ 95 milhões, informa o gerente de Arrecadação e Fiscalização da pasta, Montaigne Mariano de Brito.

A Receita Estadual apurou que a transferência do gado de uma fazenda para outra era dissimulada, feita por associação criminosa que comercializava os animais de Goiás diretamente aos frigoríficos de São Paulo e Minas Gerais sem pagar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

“Estas operações do fisco goiano são extremamente importantes para combater a concorrência desleal, pois protegem o mercado e permitem que todos tenham uma competição salutar. Ainda mais no caso de Goiás, que tem um setor agro muito forte”, ressalta a secretária da Economia Cristiane Schmidt.

Os fraudadores se valiam de mandados de segurança, fundamentados a partir da súmula 166 do Superior Tribunal de Justiça (STJ), segundo a qual “não constitui fato gerador do ICMS o simples deslocamento de mercadoria de um para outro estabelecimento do mesmo contribuinte”. Para o delito ser consumado, os sonegadores arrendavam propriedades e, depois, requeriam na Justiça a isenção do tributo.

“O trabalho foi intenso e alcançou o objetivo esperado. Agora estamos enviando as notificações aos frigoríficos e aos produtores. Eles têm prazo de 30 dias para fazer o pagamento ou apresentar defesa nos processos”, informa o gerente da Economia, Montaigne Mariano.

Histórico
A “Operação Boi Mandado”, realizada no final do ano passado, investigou as transferências de gado bovino entre propriedades rurais de mesmo titular e detectou irregularidades entre 2018 e 2020.

O trabalho começou com os auditores fiscais das Delegacias Regionais de Fiscalização de Catalão, Rio Verde e Morrinhos, e contou com a participação da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e fiscais da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), além da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT).

Penalidade
Os frigoríficos que receberam os bovinos de forma irregular são considerados responsáveis solidários na fraude. Além do pagamento do imposto, os envolvidos devem responder na Justiça por outros crimes.

Fonte(s): Secretaria de Estado da Economia - Governo de Goiás

Comentários

Últimas notícias

15 Set
Aconteceu
Caiado sanciona lei que reajusta salário dos servidores da educação e cria auxílio-aprimor

Medida beneficia educadores, agentes administrativos e pessoal contratado temporariamente pela Seduc.

15 Set
Aconteceu
Helicóptero do CBMGO reforça combate a incêndio na região da Chapada dos Veadeiros

Força-tarefa conta com mais de 150 profissionais, incluindo bombeiros militares de Goiás, brigadistas do ICMBio e do Prevfogo

15 Set
Aconteceu
Goiás investe mais de R$ 16 milhões na duplicação da GO-330 e construção de dois viadutos

“É engenharia moderna, que pensa nas pessoas”, afirma governador Ronaldo Caiado

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.